No Way Back

25

Diretor: King Lee

Ano: 1990

País: China (Hong Kong)

Sem a menor dúvida, No Way Back é o melhor filme do diretor King Lee (os outros filmes que ele fez são: S.D.U. – Mission in Mission e Proud and Confident), infelizmente, não consegui encontrar uma versão que tenha as legendas em inglês, mas também sem as legendas, é possível entender a trama do filme.

1 2 3

 

 

Max Mok interpreta um policial que se infiltra numa gangue (o líder é interpretado pelo Lam Wai) para descobrir a verdade sobre o assassinato de um colega (Dick Wei), mas ele vai descobrir, que um dos seus superiores está envolvido num esquema de corrupção…

4 5 6

 

No Way Back é uma obra prima subestimada, provavelmente, se o filme fosse disponível legendado (e em DVD) ia ter a atenção dos fanáticos dos filmes de ação. No Way Back é uma mistura excelente de ação (as cenas de ação incluem cenas de luta pouco estilizadas e tiroteios violentos) e drama, a trilha sonora é excelente (não sei se toda a trilha sonora do filme é feita de composições originais, mas consegue se encaixar perfeitamente com o filme) e o elenco faz um trabalho excelente (além dos atores já citados, tem também o Danny Lee, Phillip Chan, Shum Wai e Jimmy Lee), o Lam Wai consegue se destacar num final emocionante, violento e cheio de ação.

Never Say Regret

87

 

cover

Diretor: Lau Gwok-Ho

País: China (Hong Kong)

Ano: 1990

Okura Sense (Yukari Oshima) é presa com a acusação de tráfico de drogas depois de ter ingressado na China Continental e vai ser executada (Na china, o tráfico de certas drogas é punido com pena de morte). Em Hong Kong, o pai dela (Foo Wong-Tat) paga uns mercenários e alguns gangsters (entre eles tem o Dick Wei e Max Mok) pra ir até a China Continental e resgatar a filha. O grupo consegue resgatar a Okura, mas agora, o objetivo da missão é sobreviver até a fronteira.

1

 

2

 

34

 

5

Infelizmente, a atriz Japonesa Yukari Oshima não conseguiu a se fixar no cinema “mainstream” e fez vários filmes de baixo orçamento em Hong Kong e nas Filipinas (na maioria das vezes, dirigidos ou produzidos pelo Philip Ko), mas Never Say Regret é um filme que não pode ser perdido. O elénco é bom, além dos atores já citados, tem a Kara Hui, Eddy Ko, Shum Wai, Shing Fui-on (um dos “durões” do cinema de Hong Kong) e o coreano Choi Jeong-Il. As cenas de ação (que incluem tiroteios e lutas) são boas (e violentas) e são quase dignas de um filme de guerra e o filme tem muita tensão dramática.

 

Red Lips

Image

Diretor: Fan Dan

Ano: 1991

País: China (Hong Kong)

O filme começa com uma pequena introdução onde o narrador fala que Hong Kong é uma cidade próspera, onde as pessoas procuram várias oportunidades para fazer um dindim e depois, o narrador fala que vai mostrar umas histórias do lado “menos” prospero de Hong Kong.

Image

Image

Image

Image

Image

As “histórias” são duas e só uma delas é adequada para um filme de ação, onde tem a Annie (Kara Hui) querendo se vingar de Chen Wei (Dick Wei), um chefe da tríade que matou o pai dela, a outra história é sobre Li Tian (Philip Ko), um cafetão que tá explorando a Amy (Ngai Suet), uma imigrante clandestina. A parte do Li Tian só tem uma cena de ação, uma cena bem legal onde o Li Tian tenta se defender de alguns policias (entre eles, tem a Sophia Crawford e Mark Houghton), a parte da Annie só tem umas duas breves cenas de ação, são bem feitas (e bem coreografadas), mas infelizmente, esse filme não satisfaz o público alvo, o filme tem pouca ação e o resto é drama pouco interessante (e tem uma subtrama que não é desenvolvida). Um verdadeiro desperdiço, considerando o talento envolvido.

Image